Ontem à noite, quando você ficou falando comigo ao celular até que eu pegasse no sono, só porque eu não queria dormir sozinha, sabe, eu te amei.
Há seis meses atrás, na primeira vez em que você me beijou, eu te amei em cada segundo daquele beijo.
E há um ano, quando esbarramos um no outro naquela festa e você sorriu e me disse o seu nome, eu te amei naquele mesmo instante.
Na verdade, eu te amo desde que éramos crianças e morávamos na fronteira entre países diferentes e rivais, fugindo juntos dos estilhaços de granadas e minas terrestres.
E mesmo antes disso, quando você era um ditador e eu era a líder da revolução. Ali, entre a fumaça do revólver, prédios destruídos e faixas pedindo a liberdade, enquanto você ameaçava a minha nação, mesmo assim, eu te amei.
Na Guerra, quando você vestiu o uniforme e saiu chorando para combater as forças inimigas em nome da paz, eu chorei encostada no portão da nossa casa, porque eu te amava.
Antes disso fomos dois operários nas fábricas da Revolução Industrial e lado a lado, enfrentando longas jornadas de trabalho e quase nenhum dinheiro, o meu único conforto era saber que o meu amor por você nunca se esgotava.
Quando seu navio desbravou os mares e aportou em terras selvagens em busca de ouro, você me encontrou entre as árvores e eu te ensinei o nome das plantas e animais, enquanto você me ensinava a te amar sem nenhuma palavra.
Eu já te amava desde a época em que éramos Rei e Rainha de um castelo europeu, cheio de torres e cercado por muros de pedra. Eu te dei o herdeiro do trono e a nossa história ficou marcada por um amor que atravessou dinastias.
Antes mesmo de Atenas e Esparta virarem ruínas, o nosso amor foi abençoado pelos deuses do Olimpo, que juraram protegê-lo mesmo que a civilização grega inteira virasse pó.
E antes disso, quando a espécie humana começou a dar seus passos na terra, a pintar as paredes das cavernas e descobrir o fogo, eu olhei para as milhares de estrelas acima de nós e prometi te amar para sempre. Em cada século, em cada década, em cada página da história e em cada vida que eu vivesse, até o planeta explodir em um bilhão de pedaços e voltar a se formar, num lapso infinito do tempo.

Onde quer que você esteja, eu sempre vou te encontrar e a nossa história nunca vai parar de se repetir.

Eu te amei por mil anos e vou te amar por mais mil.

Anúncios