“In another life, I would be your girl. We’d keep all our promises, be us against the world”

Um tempo atrás uma amiga minha me disse que era cruel e eu não entendi direito.

Ela me explicou que às vezes tratava muito mal pessoas que gostavam dela simplesmente por não conseguir corresponder ao sentimento.
Acabava sendo malvada naturalmente.
Eu não entendia isso e tinha muita pena dessas pessoas a quem ela maltratava.
Como você pode fazer algo ruim com alguém que gosta tanto de você? Eu não entendia.
Também não entendia porque as pessoas continuavam perto dela. Porque não iam embora? Não iam ser correspondidos e pior, iam até mesmo ser ignorados ou tratados maldosamente.
Mas ultimamente eu finalmente entendi o que minha amiga dizia,anos atrás.
Acho que ali naquele minuto em que você beijava minha mão e ficava falando poesia no meu ouvido. E eu ria e você dizia que eu era tão simpática, mas na verdade eu tava rindo da idiotice que era aquilo tudo. Eu tava rindo de você.
Pela primeira vez na vida eu enxerguei o outro lado da história, o lado de quem maltrata e eu vi que é tão doloroso quanto ser maltratado.
Enquanto você me abraçava, eu só conseguia me arrepender de ter saído de casa e desejar poder me teletransportar pra debaixo do meu edredom.
Sorri pra você o meu pior sorriso amarelo mas no fundo eu queria estar chorando, porque eu tive tanta pena. De você, que perdeu seu tempo comigo, de mim, que fui impulsiva e me coloquei numa situação da qual não soube sair.
É triste demais ver você tentando falar comigo e sabendo que eu não quero ouvir nenhuma palavra. E eu acho que você sabe disso, mas fica se enganando achando que eu tô fazendo jogo.
A gente sempre se engana. Eu já fiz tanto isso e deixa eu te dizer que não vale a pena.
O mundo não quer pessoas intensas, pessoas que se encantam tão rápido, que se entregam e se atiram com corpo,alma e coração. Não, ninguém quer isso não.
As pessoas querem só encontros casuais, envolvimento físico, acabar com a carência e dizer pros amigos que não está sozinho. Mas ninguém mais quer entrega, sentimento, emoção.
Não. O que a gente quer mesmo é passar a vida querendo quem não quer a gente.
Esse é o passatempo predileto de todo mundo. Meu, seu, de todo mundo que eu conheço.
Pode perguntar a qualquer um, mesmo que esteja namorando, casado, solitário, velho ou começando agora a se envolver : sempre tem aquela pessoa. Aquela por quem você largaria tudo e todos. Aquela que vive fazendo joguinho e cara de cafajeste com você, mas nunca dá em nada. Ou é alguém do passado que sempre volta. Sempre tem.
Se ele/ ela, desse mais do que meio sorriso pra você, se dissesse de uma vez : vamo,eu topo, dessa vez é de verdade, eu juro.
Você não ia? Claro que ia. Largava emprego, cidade, amigos, o que fosse.
Mas isso provavelmente não vai acontecer nunca. Primeiro porque a vida não é um filme.
Segundo, porque a graça de gostar tanto é justamente não ser gostado de volta. É ser maltratado, mas de leve, porque assim a gente gama. A gente acostumou a passar a vida olhando pro lado e suspirando, pensando ‘mas e se ele me desse uma chance?’, sabendo que não vai acontecer.
Enquanto nada acontece, a gente se apaixona por outras pessoas, namora, se envolve, fica bêbado e faz besteira, tudo bem.
Mas se alguém exige um pouco a mais do que o usual, a gente surta, a gente foge, a gente não quer não.
Todo mundo diz que procura um grande amor, mas 90% já encontrou e perdeu, ou nem mesmo teve chance.
A gente não quer ser querido não, a gente só quer querer quem a gente quer, assim, no infinitivo.
Nesse fim de domingo eu só sinto raiva por tudo ser assim. Por essa lei maluca do universo de desalinhar os quereres todos. De querer alguém que não me quer e de você me querer e eu não querer nem que você exista. Não seria tudo mais fácil se os desejos se encaixassem todos?
Infelizmente não é, e eu só volto a ter pena de você, de mim e do mundo inteiro, que vai ser infeliz pra sempre. Por sempre querer mais do que tem. Por nunca estar satisfeito. Por não olhar ao redor, só além, o inalcançável.
Um conselho que eu te dou sem você ter me pedido : não queira ninguém. Nem eu, nem ninguém. Isso é armadilha infalível pra passar a ser querido, nesse universo que não faz sentido nenhum.

“In another life, I would make you stay. So I don’t have to say you were the one that got away”

Anúncios