“Tanto tempo de espera precisa valer a pena”

É,precisa. Precisa e vai.

Porque se existe alguém destinado a ser o nosso alguém que vai finalmente deixar de ser alguém e ser só nosso, então vai valer a pena.
Enxergando as coisas desse ponto de vista, todos os alguéns errados em que eu já tropecei na vida são um passo a mais pra perto de você, que vai ser o alguém certo.

Cada vez que tudo deu errado, cada vez que eu tive que dar adeus e deixar ir embora, cada vez que eu fiquei sentada no escuro chorando e pensando onde foi que eu errei, como foi que tudo deu em nada. Tudo isso tava errado porque não era pra ser.

Era só eu dando cabeçada e insistindo nos erros enquanto Deus dizia : tenha paciência, tô guardando o melhor pro final.

Pessoas erradas,momentos errados, decisões erradas, tudo errado.
Mas casa erro me conduziu cada vez mais pra perto do acerto.

Cada vezinha dessa que eu fico comendo brigadeiro de pijama em plena terça-feira e almadiçoando os homens do planeta Terra. Quando eu chorei soluçando até dormir, quando eu jurei que nunca mais ia me apaixonar de novo. E me apaixonei.

Quando eu fui naquele jantar chique e não gostei de nenhum dos pratos,mas fingi pra mãe daquele cara que tinha adorado e fiquei sorrindo sem conseguir mastigar. Quando eu usava saia curta e aquele outro cara morria de ciúme. Quando eu traí e também fui traída. Quando eu chamei aquele cara de infantil e agi com a idade mental de uma adulta de 7 anos de idade.

Tudo isso foi ruim,mas necessário,porque eu aprendi. Eu aprendi com cada erro.

Fui aprendendo e encontrando os melhores jeitos de agir, fui descobrindo o equlíbrio entre agradar e ser agradada também. Aprendi a hora certa de usar saia curta ou vestido florido.
Continuei sorrindo,mas aprendi a falar que na verdade não como frutos do mar e não comeria pra agradar a mãe de ninguém. Aprendi a deixar ir embora sem me doer tanto.

Com cada cabeçada na parede, eu aprendi direitinho o jeito de andar certo e não esbarrar nas quinas das portas.
Hoje eu sou um pouquinho mais amarga, um pouquinho menos crédula, um pouquinho mais doída. Mas é que eu tinha que crescer o suficiente,pra quando você chegar não estar mais brincando de acertar.

Quando você chegar não vai ter mais erro, não vai mais ter confusão, nem eu chorando no travesseiro e amaldiçoando a sua espécie.
Quando você finalmente chegar, eu já vou ter errado tudo que eu podia, queria, devia. Já vou ter chorado tanto que só vou querer sorrir dali em diante.

Agora eu sei que cada passo mal dado que eu arrisco é meu jeito de chegar cada vez mais perto de você.

Que as minhas cicatrizes de quedas antigas vão virar histórias pra te contar e que as aventuras de solteirice vão te fazer rir por horas e horas.
Eu fui feita pra você até nos meus mínimos detalhes. Os meus dedos tortos, o meu sinal perto da boca, meus olhos que somem quando eu sorrio. Tudo isso foi feito pra você, assim como você também foi todo feito pra mim. Os defeitos, as bobagens, as cicatrizes e as histórias.

Enquanto você não aparecer, é quase certeza que eu vou continuar errando. Catastroficamente, tragicamente, exageradamente. Mas é que eu ainda tô aprendendo.

Ainda não tô pronta pra você, mas falta pouco agora.

Deixa só eu errar mais um pouco pra aprender a acertar com você.

Anúncios